Férias! O playground do seu condomínio é seguro?

Com o início do período das férias escolares aumenta o fluxo de crianças nos condomínios. E claro! Elas querem e precisam de espaço para se divertirem. E uma das áreas preferidas dos pequenos é o playground. Mas para que o momento de diversão seja agradável tanto para pais e filhos é preciso ficar atento aos brinquedos do local. A manutenção está em dia? Como saber? Os brinquedos são adequados para a faixa etária do meu filho? Com resolver? As respostas podem estar nas dicas abaixo.

REGRAS 

Todo o playground precisa ter regras de utilização que devem ser aprovadas em assembleia. Depois desse passo é preferível que essas normas estejam visíveis para todos, o que pode ser feito com um simples aviso de instruções fixado no local. Outro ponto importante é a participação dos pais. Toda criança precisa estar acompanhada de um adulto.

Em ambientes de recreação que possuem areia, grama sintética, por exemplo, é importante estabelecer horários para uso, assim será mais fácil na hora de efetuar inspeções e possíveis limpezas. Limitar o acesso quando a criança portar alimentos é uma boa forma de manter o local limpo e evitar o aparecimento de animais indesejados.

MANUTENÇÃO/SEGURANÇA

Os cuidados com o playground devem estar na lista de tarefas que a equipe de manutenção executa diariamente. É fundamental fazer, além da limpeza, e da cobertura da areia, uma boa observação dos equipamentos.

Durante a inspeção dos brinquedos é de grande importância verificar se há parafusos soltos e sem proteção, presença de ferrugem em brinquedos com estrutura metálica, lascas de madeiras, partes com tinta solta, tudo isso contribui para dar mais segurança às crianças, bem como para a durabilidade dos brinquedos.

Na parte da manutenção, que sempre deve ser preventiva, é imprescindível verificar sempre parafusos, encaixes, apertos e se os brinquedos estão chumbados de maneira adequada.

NORMAS

A norma 16071, parte 2, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABTN), estabelece que o playground deve ter livro de inspeção e inspeções, diárias, semanais e mensais. Além disso, os brinquedos devem estar separados por pelo menos 1,30m e em espaços seguros.

Qualquer defeito no brinquedo deve ser comunicado ao zelador ou ao corpo diretivo do condomínio; e interdição deverá ser imediata até a correção do problema.

DICAS

No lugar da grama sintética, e caixa de areia, os pisos de borracha são a melhor alternativa, eles diminuem o atrito com o chão em caso de queda, melhoram a aderência dos brinquedos, proporcionando mais segurança;

A durabilidade dos brinquedos varia conforme o material: os de plástico devem durar, em média, três anos, já os de plástico com estrutura metálica são mais resistentes, duram entre 15 e 20 anos. Quanto ao material, exija sempre brinquedos confeccionados com materiais atóxicos. Vale lembrar que em condomínios novos, as construtoras são responsáveis pelos equipamentos por cinco anos.

A IDADE CERTA

Um detalhe importante na hora de se pensar um playground é lembrar que existem crianças de várias idades e por isso é preciso ter brinquedos específicos para cada faixa etária como forma de democratiza o acesso.

Para crianças de 0 a 5 anos, por exemplo, os brinquedos ideais são gira-gira diversos, escorregadores, gangorras, túneis, cama elástica, piscina de bolinhas, balanços, mesa de atividade, objetos para arremessar, blocos gigantes para montar, cercadinhos, trenzinhos etc.

Já para as de 5 a 10 anos as melhores opções são os balanços, escorregadores, tubos para passar dentro e fora, casinhas para subir e descer com desafios, corredores também com desafios, trepa-trepa, cama elástica e túneis.

As de 10 até 15 anos ficarão felizes  os balanços, cama elástica, trepa-trepa, túnel de desafios, jogos de tabuleiro ou mesa, quadras poliesportivas e, se houver espaço fechado, até os games são bem-vindos.

Lise Lobo