Saiba identificar boleto de pagamento verdadeiro ou falso

O boleto bancário é o método de pagamento mais utilizado pelos brasileiros, por isso mesmo ele também acaba sendo alvo de fraudes.

Por esse motivo saber identificar um boleto verdadeiro é muito importante, para não cair em golpes na era digital. 

Mas como fazer isso? Um boleto original reúne várias características fáceis de serem identificadas.

Nesta nova postagem, apresentamos dicas sobre como identificar se um boleto é verdadeiro. Na dúvida, não pague e comunique a empresa responsável pela emissão.

De olho no código de barras

O código de barras do boleto é o primeiro item a ser observado. Verifique se o código numérico que está na parte superior é o mesmo que está na parte inferior. Na maioria dos golpes, os criminosos trocam apenas a linha de baixo, que é a mais utilizada na hora do pagamento.

Outro ponto importante é observar os três primeiros dígitos, eles sempre correspondem ao código do banco emissor. Por exemplo, boletos da Caixa começarão sempre por 104 enquanto os do Bradesco começarão por 237, e assim por diante.

LEIA TAMBÉM: Atenção para golpes em boleto. Conheça os mais comuns

Fique atento ainda se o código de barras não for reconhecido na hora do pagamento. Caso isso ocorra entre em contato com a empresa responsável pela cobrança e solicite uma nova via.

Outro ponto importante, na versão digital, na hora de copiar o código de barras, verifique se continua o mesmo na hora de colar.

Compare com boleto anterior

Uma dica simples, mas que pode fazer a diferença. Se for um boleto que você já paga com frequência, ou seja, que tem outras cópias em casa. Faça a comparação com os já existentes e verifique a veracidade do mesmo.

Identifique de onde veio o documento

O envio de boletos em formato digital é aquele que precisamos ter mais atenção, como SMS, WhatsApp ou e-mail. Se você não solicitou o envio, desconfie caso apareça um boleto assim de repente.

O mais seguro é acessar o site oficial da empresa e realizar a emissão do boleto diretamente. Ou até mesmo entrar em contato com a empresa em questão – a partir de um número de telefone oficial – e confirmar o código para pagamento.

É bem comum, criminosos que enviam boletos falsos para e-mails informando que se trata de uma guia corrigida referente à compra realizada.

LEIA TAMBÉM: Negócio digital – aplicativo condominial cresce durante pandemia

Atenção aos erros de preenchimento

Os boletos bancários falsos geralmente apresentam erros de português e informações, como data de vencimento, CNPJ e nome do beneficiário.

Por isso, verifique sempre se todos os seus dados estão corretos e caso observe qualquer indício de fraude, busque, mais uma vez, entrar em contato com a empresa listada no boleto e certifique-se de que o documento não é falso.

Observe o valor do boleto

Quando um boleto é verdadeiro, os últimos números do código de barra correspondem sempre ao valor do documento. Por exemplo, se o valor de um boleto é de R$ 350,10 ele terá no final do código de barras os números “35010”.

Neste caso, a exceção está apenas nas faturas de cartão de crédito. Já que nessa modalidade o consumidor pode optar por qualquer valor de pagamento entre o total e o mínimo. Então o final vai aparecer com uma sequência de zeros.

Outro alerta é constar um preço diferente no boleto quando a cobrança costuma ter um valor fixo.

LEIA TAMBÉM: O que é White Label? Conheça os benefícios

Verifique o CNPJ do emissor

O CNPJ do emissor deve estar descrito no boleto bancário. Faça uma checagem no site do Ministério da Fazenda e confira se o número em questão corresponde à empresa da cobrança.

Se a empresa for de São Paulo, por exemplo, e agência bancária for de outro estado – no caso de companhias que não tem filiais – há um grande indício de fraude.