CHECKLIST – Prepare o condomínio para as chuvas de verão

O verão pode ser sinônimo de diversão e férias para muitos, mas também de problemas quando as inesperadas chuvas de verão chegam com tudo. As chuvas da estação podem oferecer muitas dores de cabeça para síndicos e condôminos, caso não se preparem para esta época.

Infiltrações, quedas de árvores, entupimentos de canos e calhas, queima de aparelhos eletrônicos e alagamentos são alguns dos problemas que as chuvas podem trazer para os edifícios.

LEIA TAMBÉM: Manutenção no condomínio pode evitar danos com chuvas de verão

Por isso é preciso estabelecer um plano de manutenções preventivas ao longo de todo o ano. Dessa forma, quando as chuvas se intensificam, não haverá surpresa desagradável que resulte naquele desespero e corre-corre de obras imprevistas e gastos extras.

Segundo especialista os prédios precisam realizar um check-up geral nessa época do ano. Cuidado e prevenção ajudam que os problemas típicos causados pela temporada de chuva sejam evitados.

A empresa Lumiere Serviços preparou um checklist que pode ajudar os condomínios na temporada de chuva. Acompanhe abaixo:

  • Limpar todos os ralos, grelhas, calhas nos subsolos, térreo e barrilete (topo do prédio).
  • Verificar todos os toldos, coberturas, telhados, luz piloto, (no topo do prédio), antenas.
  • Verificar a saúde das árvores, arbustos e solicitar na prefeitura as devidas podas. (Se suspeitar de risco de queda, acionar a prefeitura).
  • Checar se todos os itens que podem se soltar e voar estejam devidamente afixados também é relevante, já que, além das chuvas, esta época do ano costuma registrar muitos vendavais. 
  • Verificar se nas áreas comuns está afixado a placa de alerta conforme a NBR 5419/2015: “Não circular pelas áreas externas do edifício em caso de tempestade”.
  • Fazer a revisão geral do gerador com troca de óleo, filtros e limpeza do tanque de combustível, após abastecer.
  • Testar e verificar todo o sistema de iluminação de emergência, com revisão de lâmpadas e, em caso de baterias, se estas estão com vida útil adequada, caso contrário providenciar a troca.
  • Revisar todos os quadros de elétrica.
  • Conferir as bombas que fazem a retirada de água do prédio, as bombas de poços.
  • Fazer a limpeza do poço do elevador, revisando se não há infiltração ou água empossada (ideal que tenham backup para emergência).
  • Verificar se todo o encanamento está identificado para ação rápida, em caso de necessidade de fechamento imediato.
  • Revisar o sistema de segurança abastecido pelo gerador, em caso de falta de energia.
  • Revisar os portões, verificar se o sistema elétrico/eletrônico está protegido das chuvas e aterrado, além de estar sendo alimentado pelo gerador em caso de falta de energia.
  • Limpar a tubulação de água de chuva e esgoto, caixas de esgoto no térreo e drenos nos jardins, fazendo com que fiquem livres e evitando problemas nos apartamentos mais baixos ou na área comum do prédio.
  • Verificar o topo do prédio, garagens e térreo evitando que tenhamos vazamentos ou infiltrações.
  • No caso de portaria virtual/remota, o síndico deve fazer uma reunião com a empresa para criar o procedimento de emergência para possíveis problemas de comunicação, como duplicar a forma de comunicar acesso em caso de falta de energia.

LEIA TAMBÉM: VERÃO! Manual de etiqueta para uso de áreas comuns

Outras dicas:

  • Após cada chuva, verifique se existe água acumulada nas áreas comuns e em objetos como vasos de plantas e nos brinquedos do playground;
  • Evite deixar as janelas e possíveis vidros das unidades abertos quando não tiver ninguém. Isso evita possíveis alagamentos nos apartamentos;
  • Mantenha sempre em sua unidade lanternas, velas ou luzes de emergência. Neste período é muito comum quedas de energia. Então, esteja prevenido! Se for utilizar velas, todo cuidado é pouco para não causar incêndios. E se houver queda de energia e você estiver no elevador, mantenha a calma e aguarde o resgate;
  • É preciso que as crianças sejam orientadas a não brincar em áreas molhadas ou durante as chuvas nas áreas comuns e no playground do condomínio;
  • Fique atento quanto à ambientes com água acumulada, principalmente, os pratos de plantas. O ideal é manter o ambiente sempre limpo e seco! Isso evita a proliferação do Aedes aegypti, o mosquito da Dengue.