Especialista dá dicas de segurança para condomínios

Os condomínios precisam cada vez mais investir em segurança e em treinamentos de funcionários. Assim como novas tecnologias surgem visando manter os espaços seguros, os bandidos também evoluem nas técnicas de assaltos.

Na imprensa é comum acompanhar manchetes do tipo: Registros de furtos em condomínios residenciais aumentaram cerca de 10%, em Cuiabá; Adolescentes usam uniforme escolar para furtar condomínios em SP; Furtos de bikes em condomínios de Santos viram ‘moda’ e criminosos fazem mais uma vítima.

O especialista em segurança privada, pessoal e pública há mais de 10 anos e CEO em gestão de risco em condomínios, Castilho, respondeu algumas perguntas da MyCond que pode ajudar você síndico ou administrador, com a segurança dentro do condomínio.

Acompanhe!

LEIA TAMBÉM: 4 erros graves que afetam a segurança do condomínio

MyCond – Quais as principais falhas identificadas hoje dentro dos condomínios quando o assunto é segurança?

É muito comum o surgimento de diversas preocupações com os mais variados assuntos relacionados à seguridade – desde o controle de acesso de visitantes até o melhor modo de trancar as portas. Porém, nada disso será o suficiente para deixar o condomínio seguro se a infraestrutura não for adequada.

Imagine que o seu condomínio fique ao lado de um terreno baldio e, justamente neste lado não há uma boa iluminação e o muro pode ser facilmente pulado – além de não existir uma câmera monitorando a área. Nenhuma das outras medidas de segurança conseguirá evitar que pessoas mal intencionadas entrem no condomínio

MyCond – O que seria básico no procedimento de um condomínio, independentemente de tamanho ou perfil do local?

Outro ponto importante é selecionar bem os funcionários que irão trabalhar no condomínio. Funcionários e terceirizados, precisam ser analisados com suas referências de trabalho e verificar se é o perfil ideal. Além disso, a equipe precisa ter o conhecimento e treinamento adequado em condomínios.

Claro que, é fundamental que os funcionários saibam quais são as medidas preventivas de segurança para evitar com que o condomínio fique vulnerável.

MyCond – Há condomínios que, ao investir na segurança, adotam procedimentos ou posturas equivocadas? 

O investimento em segurança é um dos aspectos que mais encarecem o orçamento dos condomínios, mas não existe outra opção. Atualmente, esses gastos precisam ser encarados como naturais, assim como as contas de água e luz. O que pode ser feito é adotar soluções mais econômicas.

Por exemplo, alguns condomínios implantaram o sistema de portarias inteligentes que monitoram todas as áreas internas e externas, sem a necessidade de uma equipe de segurança no local. Utilizam-se também os drones para percorrer os limites do empreendimento em busca de atitudes suspeitas. Esses equipamentos têm câmeras de alta resolução que capturam imagens em 360 graus.

LEIA TAMBÉM: Atenção na hora de instalar câmeras de segurança no condomínio

Outro recurso que une segurança a um excelente custo-benefício é o aplicativo. Com ele, os moradores participam ativamente do monitoramento por meio do acesso à central de controle das câmeras de segurança. Desse modo, a responsabilidade de vigiar o empreendimento expande-se para todos.

MyCond – Como agir em momento de uma ocorrência, por exemplo, caso um morador seja rendido? O porteiro deve ou não liberar a entrada dos demais assaltantes? 

Isso é controverso e cruel, mas o portão não se abre! No condomínio estão várias pessoas: moradores e visitantes e funcionários. Do lado de fora 1 morador com um meliante. NÃO ENTRA! Essa é a regra de segurança.

Vai matar, vai atirar, vai barbarizar! Lá fora! Porteiro aciona 190 IMEDIATAMENTE PEDINDO SOCORRO DE MODO ESCANDALOSO! Mas não abre o portão.

MyCond – Há necessidade de treinamento dos funcionários em que periodicidade?

Treinamento nunca será demais. No mínimo uma vez a cada ano!

MyCond – O que seria um “sistema inteligente” de segurança para os condomínios? E o que se tem hoje no mercado que vale a pena investir?

Todo o sistema de segurança que envolve a segurança eletrônica se dá pelo avanço da tecnologia, que cria cada vez mais mecanismos para garantir a sua segurança e dos seus familiares. Câmeras de monitoramento, alarmes, portões eletrônicos, cerca elétrica, leitor biométrico, sistema de controle de acesso, portas automáticas são alguns dos sistemas de segurança eletrônica proporcionados graças ao avanço tecnológico.

Todos esses sistemas permitem mais proteção e tranquilidade para você, morador de condomínios residenciais. Principalmente pelo monitoramento feito no vai e vem de pessoas, carros e prestadores de serviço no espaço, essas tecnologias são aliadas na hora de monitorar o ambiente. E como a proteção e segurança são fatores muito visados pelos moradores que estão em busca de um novo condomínio, o investimento em segurança eletrônica é a tendência para o futuro dos condomínios residenciais.

LEIA TAMBÉM: A importância dos porteiros em período de pandemia

MyCond – Sempre vemos crimes cometidos dentro de condomínios estampados nos jornais, recentemente em SP criminosos conseguiram invadir um condomínio com roupa de escola. O que temos de novidades nas ocorrências em condomínios, que o local deve ficar atento? 

A ausência de normas claras é uma das causas mais comuns de erros na portaria dos condomínios. A falta de capacitação e treinamento é, por sua vez, um elemento que pode acarretar em graves falhas, ameaçando a segurança dos condôminos e gerando constrangimentos e desentendimentos entre eles e os funcionários.

A portaria deve conhecer e cumprir as regras como estão escritas. Logo, oferecer treinamentos adequados e se assegurar de que os colaboradores estão devidamente qualificados para a função é absolutamente fundamental. Vale lembrar que esses treinamentos são de inteira responsabilidade dos síndicos.