Conheça as vantagens de um negócio digital

O mercado de negócio digital segue em uma escala crescente em todo o mundo. Com um computador ou smartphone em mãos e muita persistência é possível dar início a um empreendimento digital.   

No Brasil o negócio digital ganha ainda mais sentido quando nos deparamos com os dados do Sebrae de 2020. Eles apontam que pela primeira vez praticamente dois terços da população do país (69,8%) estão conectadas. Ou seja, público-alvo não é um problema para o negócio digital.

E quando nos deparamos com a crise econômica, o negócio digital ganha ainda mais sentido, já que ele costuma ter baixo custo de investimento e eliminar os limites geográficos de um negócio padrão. Mas claro que tais condições irão depender do nicho e tipo de negócio escolhido.

Sem falar que um negócio digital traz mais escalabilidade, ou seja, ele cresce sem perder as características e qualidades e tem a capacidade de aumentar o faturamento sem elevar muito os custos.

LEIA TAMBÉM: O que é White Label? Conheça os benefícios

Mas não para por aí, por isso separamos algumas vantagens para você que deseja ganhar dinheiro neste mercado que ainda tem espaço para muitas ideias.

Alto alcance

A possibilidade de alcançar muito mais pessoas do que um negócio tradicional é sem dúvida um dos principais benefícios do negócio digital.

Um exemplo claro está no e-commerce, no qual você pode vender para todo o Brasil e até no mundo. Um sistema de aplicativo também, qualquer pessoa, em qualquer lugar o mundo pode baixar e utilizar, a depender do tipo de negócio.

Equipe reduzida

Um negócio digital pode ser gerenciado por uma única pessoa, o que pode ser interessante para aqueles que estão começando e não possuem capital para investir em recursos humanos.

Gestão flexível

Sabe aquele sonho que muita gente tem de trabalhar em qualquer lugar e na hora que quiser? Essa é uma das grandes possibilidades do negócio digital. Você pode estar em qualquer ambiente, cidade ou país e ainda fazer o próprio horário.  Basta ter uma conexão à internet para administrar seu site, blog, aplicativo, sistema operacional ou mídias sociais.

Operação dinâmica

O empreendedor digital tem a possibilidade de definir as melhores condições para a rotina operacional, isso graça a versatilidade comum ao ambiente digital. Assim, os processos podem ser pensando para melhor adaptação, desde o plano de negócio até a venda final do produto ou serviço.

E por causa dessa flexibilidade os negócios digitais acabam investindo mais em um atendimento diferenciado, possibilitando prazos flexíveis e formas de comunicação mais personalizadas. Tudo o que o mercado hoje tem exigido.

Começo rápido

Com menos burocracia e planejamento mais simples, o negócio digital tende a despontar mais rápido do que uma empresa tradicional.

Imagine que para ter uma empresa física é preciso obter um alvará de funcionamento, ter custos ainda com aluguel de espaço e contratação de funcionários. No digital basta a plataforma ou tecnologia, um bom plano de negócio e um CNPJ.

LEIA TAMBÉM: Transformação digital! Condomínios precisam estar prontos para o mundo pós-pandemia

Apesar de possibilitar um começo mais rápido é importante destacar que conforme o negócio for crescendo, a necessidade de um maior investimento passa a ser essencial.  

Formalização simplificada

E já que falamos em CNPJ, o empreendedor digital que está começando pode optar pela formalização simplificada, para isso basta se cadastrar como Microempreendedor Individual (MEI).

Por menos de R$100 mensais e de forma prática você abre sua empresa com essa modalidade. Lembrando que o teto de faturamento é de R$ 81 mil ao ano (uma média de R$ 6.750,00 por mês, em 2020). Para quem está começando funciona, além disso, em caso de aumento de receita, é possível migrar a empresa para outro tipo de tributação.

No caso de prestação de serviços ou atividade intelectual, as opções são se formalizar como EI (Empresário Individual), ME (Microempresa), EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) ou EPP (Empresa de Pequeno Porte).

Vale destacar que a formalização é essencial para emitir nota fiscal aos clientes e atuar de forma profissional no mercado.

Baixo risco

O medo do fracasso é muito comum para quem inicia um novo negócio, principalmente se for pela primeira vez. E para esse caso, o negócio digital também é uma solução, por ser uma alternativa menos arriscada.

Isso porque, como já vimos, o custo de investimento costuma ser baixo, ou seja, nada de grande investimento, o que dá maior segurança e tranquilidade.

Marketing facilitado

Os negócios digitais se encaixam perfeitamente em estratégias de marketing digital. Que hoje já se sabe que são mais baratas, completas, facilitadas, direcionadas e podem ser medidas com mais precisão.

O que isso significa? Uma redução significativa neste tipo de investimento, ao mesmo tempo em que o retorno por resultados é ainda maior.

Quer abrir um negócio digital?

A pessoa ou empresa interessada em ter seu próprio aplicativo de condomínios pode utilizar a tecnologia do MyCond, criar a própria marca e começar a vender.

LEIA TAMBÉM: Porque ter um software de gestão de condomínio

Veja abaixo as vantagens.

  • Permite receita recorrente e aumenta seu ticket médio na sua carteira de clientes.
  • Fideliza o cliente com a sua marca evitando perda de contratos.
  • Gera uma base de dados de síndicos e condôminos que permite vender outros produtos/serviços parceiros (seguros, por exemplo).
  • Deixa seu app pronto em 7 dias.
  • Nenhum custo de desenvolvimento ou manutenção.
  • Só pague pelas unidades que vender.
  • Venda pelo preço que quiser.
  • Margem mínima de lucro atual de 150%.