Pesquisa MyCond: condomínios estão se adaptando ao isolamento

Circulação de moradores em áreas comuns, presença ou não de funcionários, entrada de entregadores e visitantes, utilização de máscaras, mudanças, obras. Adaptar a vida em condomínios às restrições impostas pelas medidas de isolamentos provocadas pela pandemia têm sido um desafio.

Com quase 140 condomínios na base de dados, o MyCond conseguiu fazer um levantamento de como anda a vida dentro dos condomínios com todo esse isolamento.

ENCOMENDAS

O levantamento mostrou um aumento muito significativo de condôminos que efetuam compras pela internet, neste período de isolamento.

Para se ter uma ideia, teve um condomínio que registrou um aumento de 300% no recebimentos de encomendas. Com 340 unidades, o local que recebia cerca de 950 encomendas por mês, hoje recebe mais de 100 por dia.

LEIA TAMBÉM: O papel do síndico no período de Pandemia

DICA MYCOND: As encomendas são deixadas nas portas e o morador dá baixa pelo aplicativo para evitar contato com o funcionário e eliminar o risco na manipulação do livro de protocolo.

VISITAS

A pesquisa MyCond apontou ainda que houve uma redução drástica no número de visitas. Hoje o número não chega a  20% da quantidade de visitantes antes da pandemia.

DICA ESPECIALISTA: O síndico não pode restringir o acesso de visitantes – Mas pode orientar os condôminos a não fazer reuniões com muitas pessoas em suas unidades.

Mas um alerta! Já que as visitas a moradores não podem ser proibidas, devem ser feitas com todos os cuidados de higienização.

LEIA TAMBÉM: Dicas de prevenção do Coronavírus dentro dos condomínios

ENTREGAS

Sobre entregas de delivery, o que também aumentou significamente, o MyCond detectou que os entregadores não tem acesso ao condomínio e os moradores pegam as encomendas na portaria.

Vele lembrar que por questão de segurança muito anterior à pandemia, alguns desses empreendimentos já proibiam acesso de entregadores ao interior do empreendimento.

DICA ESPECIALISTA: Sobre entregadores, compete ao síndico estabelecer medidas como buscar as entregas na portaria, e se preocupar com a higienização desse local.

ÁREAS COMUNS

Além de fechar as áreas de lazer como salão de festas e cinemas, condomínios têm tirado cadeiras da piscina, interditados parques e desligando bebedouros para desestimular aglomerações.

DICA ESPECIALISTA: A orientação é fechar as áreas comuns, o síndico tem poderes para isso de acordo com o artigo 1348 do Código Civil – sublinha.

LEIA TAMBÉM: Cartilhas gratuitas com medidas de prevenção em condomínios

O aplicativo MyCond identificou que alguns condomínios tem utilizado a ferramenta de RESERVAS (disponível dn app) para possibilitar que famílias reservem áreas livres como piscinas e quadras de esporte para estimular o banho de sol e exercícios físicos.

Lembrando que a reserva é feita por apenas uma família por vez. A ideia tem o objetivo de ser uma solução neste período de isolamento.

PROTEÇÃO

Todos os condomínios adotaram medidas de proteção com utilização de máscaras por funcionários, disponibilização de álcool gel pelas áreas do condomínio e avisos para que as pessoas não compartilhem o mesmo elevador.

Quando o assunto é limpeza, o MyCond fez parcerias com empresas especializadas no setor, e oferece o serviço aos clientes do aplicativo com preços diferenciados. Hoje já dá para sentir a demanda crescente, principalmente nos condomínios em que já possuem casos confirmados da covid-19.

DICA MYCOND: A recomendação é reforçar a limpeza, principalmente de corrimões e elevadores, duas a três vezes por dia.

LEIA TAMBÉM: IBDI divulga lista com medidas para assegurar isolamento social em condomínios

MÁSCARAS

Graças a função de ENQUETE do app MyCond, foi possível detectar que muitas votações estão sendo feitas para definir, por exemplo, ações que proíbam a entrada de visitantes sem máscara ou para advertir formalmente os moradores que circulam sem o item de proteção no condomínio.

DICA ESPECIALISTA: o síndico pode exigir que os funcionários do condomínio trabalhem de máscaras, podendo inclusive advertir quem desrespeitar a regra. Porém no caso dos condôminos é preciso atenção.

Cabe ao síndico fazer campanhas de conscientização reforçando a importância de utilizar o acessório ao sair de casa, mas ele não pode multar o morador que utilizar as dependências do condomínio sem a máscara, se a determinação não for aprovada em assembleia geral.

LEIA TAMBÉM: Como as funcionalidades do MyCond  podem reduzir riscos de contaminação do coronavírus

Existe ainda o entendimento de que vale para os condomínios os decretos estaduais ou municipais que estipulam a obrigatoriedade do uso do item nos espaços de acesso aberto ao público, incluídos os bens de uso comum da população.

Alguns advogados e síndicos profissionais entendem que isso inclui as áreas comuns de condomínios por onde há circulação de moradores, funcionários, prestadores de serviços. Então o ideal sempre é buscar o diálogo e a ajuda de especialistas no assunto, para que toda ação tomada tenha embasamento jurídico.

OCORRÊNCIAS

Os moradores estão mais tolerantes e infringindo menos as regras do condomínio.  Dados do MyCond apontam que as ocorrências caíram para 25% da quantidade normal.

Dentre as reclamações mais comuns neste período estão barulho e aglomerações dentro de apartamento.