Os 10 mandamentos do síndico de sucesso

O desafio diário de ser um síndico exige atributos fundamentais para que ele consiga fazer uma gestão de sucesso. Quando o profissional consegue colocar em prática essas habilidades a chance de uma administração positiva cresce ainda mais.

Assim como Deus criou os dez mandamentos para a salvação e crescimento espiritual das almas que o amam, o síndics também podem seguir dez mandamentos, feitos para ele, que vão servir para o crescimento e muitas vezes a salvação do condomínio.

Conhece abaixo os dez mandamentos do síndico.

1. Seja sempre organizado

O síndico de sucesso entende que a organização é essencial para a realização de um bom trabalho. É importante saber lidar com a grande quantidade de informações e documentos que se acumula em um condomínio, estar sempre apto para corresponder as demandas dos moradores e assim evitar problemas futuros.

Para manter a organização é importante focar nas despesas, definindo ações para diminuir cada uma delas e manter sempre as contas em dia. Esteja atento as notas fiscais, as atas de assembleias e outros documentos que são importantes para o funcionamento ideal do condomínio e que pode ser demandado a qualquer momento por um morador.

Além disso organize suas rotinas e tarefas, e cobre organização da sua equipe de trabalho. Tenha ainda em mãos tecnologias que te ajudem a desburocratizar, agilizar as tarefas e melhorar a comunicação.

LEIA TAMBÉM: Administradora digital e tecnologias que você deve investir

2. Não mandarás no outro, seja um líder de verdade

Um bom líder sabe ouvir e tomar atitudes no momento devido. Não pense que você está ali para ditar regras e ser seguido. O condomínio é um coletivo e por isso é fundamental que se caminhe junto a ele, buscando sempre a construção de um ambiente saudável para todos.

3. Esteja sempre aberto à comunicação  

É importante também saber se comunicar. Busque criar as melhores estratégias de comunicação entre síndico, condôminos e funcionários, mantendo todos informados e deixando sempre um canal de diálogo aberto, constante e direto.

Lembre-se que saber transmitir ideias e informações aos condôminos é indispensável para o síndico. Por isso precisamos considerar também a comunicação que é feita de outras formas, como comunicados e avisos. Eles são de grande relevância quando se quer dizer algo a um coletivo.

É importante que o síndico também saiba ouvir, isso faz parte de uma boa comunicação. Esteja aberto para saber o que os moradores dizem, afinal eles que sabem exatamente o que precisa ser melhorado.

4. Aprenda tudo sobre legislação

Quando se falar em condomínio ele é gerido por várias leis, e para que ele caminhe dentro delas o síndico precisa saber e estudar todas. Por isso, se informe sobre a legislação que você está sujeito como síndico e se mantenha sempre atualizado com possíveis mudanças.  F

Se aprofunde na leitura da convenção e do regimento do condomínio, entenda bem as leis do espaço que você administra, isso vai te dar embasamento e confiança. Estude também os Direitos e a legislação aplicada aos condomínios, prezando assim pela segurança jurídica da sua gestão.

LEIA TAMBÉM: Saiba quais são os processos mais comuns contra síndicos

5. Esteja sempre pronto para resolver conflitos

Conviver com tantas pessoas, com diferentes personalidades e bagagens, com certeza é desafiador e vai exigir do síndico uma maior empatia e entendimento do outro. E na hora de conflitos essa habilidade deve vir à tona para ajudar na resolução. Mediar uma situação é saber valer as regras que precisam ser seguidas mantendo a postura. Essa, sem dúvidas, é uma das maiores qualidades que o síndico precisa desenvolver, já que conflitos não vão faltar.

6. Nunca descuide da manutenção

Acompanhe e fiscalize sempre a realização das obras e serviços de manutenção do condomínio, prezando pela economia, eficiência e pela valorização das unidades. Além disso, tenha noção de quando vai ser preciso trocar certos equipamentos e deixe tudo planejado. Lembre-se que existem manutenções semanais, mensais, semestrais, anuais, e assim por diante.  

E não esqueça das vistorias, lembre-se de realizá-las com frequência, assim é possível saber exatamente os problemas que se tem dentro no condomínio e consertá-los o mais rápido possível.

7. Aja com criatividade

Procure descobrir soluções a partir das condições que o condomínio proporciona. E ao invés de remoer os problemas, que com certeza irão surgir, busque soluções criativas e esteja aberto a ouvir soluções de quem entenda mais sobre a demanda. E busque sempre fugir do óbvio, coloca a cuca pra funcionar e vá além do que todos fazem.

LEIA TAMBÉM: Ações proibidas do síndico na administração condominial

8. Construa uma comunidade

A vida de um condomínio precisa ser uma vida em comunidade. Incentive e promova os valores da cooperação, da ética, da preservação e da economia colaborativa no espaço. Sugira a criação de espaços que pode ajudar com isso, como por exemplo, as hortas comunitárias. Pode também sugerir a criação de comissões de festas, que vão focar na celebração de data comemorativas e integrar ainda mais a vizinhança.

9. Fique atento aos recursos

Reveja onde aplicar os recursos do condomínio, para isso você pode dividir as tarefas conforme as habilidades e competências da equipe disponível, para que tudo seja feito com mais economia e agilidade.

Os recursos do condomínio estão ligados a taxa condominial, por isso, quando existe uma alta taxa de inadimplência esses recursos serão diretamente afetados. Então, acompanhe de perto o processo de cobrança dos inadimplentes e faça isso de maneira apropriada e sem gerar constrangimentos.

LEIA TAMBÉM: Gestão da inadimplência nos condomínios – Meios legais de cobrança

10. Seja humano

Esse mandamento é para a vida. Seja humano sempre e quando se trabalha com gestão, o ser profissional não deve impedir ninguém de ser solícito, cordial e humano com todos que fazem do seu condomínio uma comunidade de pessoas. Mais empatia, mais solidariedade.